» » Por Que a Barriga Fica Dura na Gravidez?

Por Que a Barriga Fica Dura na Gravidez?

A barriga fica dura na gravidez porque as contrações de treinamento começam a preparar o corpo para o parto. É normal a barriga ficar dura por alguns segundos, especialmente nos três últimos meses da gravidez, a partir da 28ª semana de gestação.

A barriga também pode ficar um pouco torta durante essas contrações de treinamento, chamadas de contrações de Braxton-Hicks.

Essas contrações acontecem para que o bebê seja empurrado para baixo e fique na posição cefálica, a posição ideal para o parto normal. Essas contrações também ajudam a dilatar o colo do útero que precisará se abrir para dar passagem ao bebê.

Apesar de ocorrerem mais comumente no terceiro trimestre, as contrações de Braxton-Hicks podem surgir desde a 20ª semana de gestação, por volta dos 5 meses, e acontecerem várias vezes ao dia. Elas podem atingir toda a barriga ou apenas uma parte dela e formar até uma espécie de calombo.

Em que Mês da Gravidez a Barriga Começa a Ficar Dura?

A barriga começa a ficar dura por volta das 8 semanas de gravidez (2 meses), apesar de não ficar, ainda, muito visível. O inchaço é sentido, primeiro, abaixo do umbigo e, conforme os meses passam, a barriga vai ganhando forma e ficando cada vez mais rígida, já sendo possível a todos perceberem, a partir do 5º mês de gestação, que a mulher está grávida.

No entanto, esse tempo poderá variar para menos ou para mais e isso depende de fatores como o biotipo da mulher, se ela já engravidou antes e o quanto ela está ganhando peso na gravidez, por exemplo.

Quando o bebê vai crescendo e ganhando peso, também no último trimestre da gestação, há momentos em que é possível ver o seu movimento na barriga, que vai formando ondulações visíveis a olho nu!

O Que Fazer Durante uma Contração de Treinamento?

Não é preciso fazer nada durante uma contração de treinamento, apenas relaxar e esperar que ela passe. As contrações de Braxton-Hicks não costumam causar dor e são totalmente naturais.

Fique alerta em caso das contrações virem com muita frequência (mais de 2 ou 3 por hora), se houver dor intensa durante a contração, sangramento vaginal ou diminuição dos movimentos do bebê.

Essas contrações, na maioria das vezes, não são sinal de perigo nem indicam um parto prematuro. Se estiver no fim da gravidez e desconfiar que está entrando em trabalho de parto, não hesite em procurar ajuda e ir ao médico!

Atualizado em: 25/05/2018 na categoria: Grávidas

Quer receber as melhores curiosidades?