Por Que o Filo dos Platelmintos Recebeu esse Nome?

O filo dos platelmintos recebeu esse nome porque dele fazem parte os vermes achatados e o nome platelminto vem das palavras gregas platy, que significa achatado, e helmin, que significa verme. Os vermes que fazem parte desse filo podem causar diversas doenças em humanos, como a esquistossomose, a teníase (solitária) e a cisticercose.

Filo Platelmintos

O Filo dos Platelmintos é representado por vermes achatados. Como exemplos temos a tenia, a planária e o schistossoma.

Os platelmintos são vermes que vivem em água doce ou salgada, podem ter apenas um sexo ou os dois sexos ao mesmo tempo (hermafroditas) e sua reprodução é sexuada ou assexuada.

Outras características dos platelmintos são:

  • Corpos triblásticos (possuem ectoderme, mesoderme e endoderme);
  • Simetria bilateral (corpo igual dos dois lados);
  • Realizam trocas gasosas e absorvem nutrientes por difusão, já que não possuem sistema circulatório e respiratório;
  • Sistema digestivo incompleto (o que é ingerido sai pelo mesmo lugar que entrou) ou totalmente ausente;
  • Não possuem protostômio;
  • Sistema excretor rudimentar. A excreção é feita por células-flama;
  • Sistema nervoso ganglionar;
  • Acelomados (não possuem celoma).

Platelmintos e Nematelmintos

Diferente dos platelmintos, os nematelmintos são vermes cilíndricos, formados por tubos. Alguns são parasitas, como a Ascaris lumbricoides (lombriga), Enterobius vermicularis (oxiúrus) e Ancylostoma braziliense (bicho geográfico), e outros têm vida livre.

Algumas características dos nematelmintos são:

  • Não possuem sistema circulatório;
  • Não possuem órgãos respiratórios;
  • O trato digestivo fica no tubo interno e é completo, com boca e ânus;
  • A maioria das espécies são dioicas (a fecundação ocorre internamente);
  • Em algumas espécies há dimorfismo sexual, onde os machos são menores do que as fêmeas;
  • Vivem na terra, em água doce ou salgada.

Doenças Causadas por Platelmintos

As principais doenças causadas pelos platelmintos são:

  • Teníase ou solitária

É transmitida pela ingestão da carne de porco mal cozida contaminada pelo parasita Tenia sp. que se aloja no intestino do hospedeiro. A doença não costuma causar sintomas, mas podem surgir enjoos e perda de peso, além de pedaços do verme saindo junto com as fezes.

  • Esquistossomose ou barriga d’água

É transmitida através da água doce onde vivem os caramujos que abrigam os vermes infecciosos. Quem entra em contato com a água é infectado pelos vermes que afetam intestino, fígado e outros órgãos. Seus sintomas incluem erupções na pele com coceira, calafrios e febre, tosse, dor de cabeça e de barriga, dor nas articulações e nos músculos.

  • Cisticercose

Também é transmitida pela carne de porco contaminada. Nesse caso, a larva da tenia se aloja no cérebro, músculos e outros tecidos. É o tipo de verminose mais perigosa que existe.

  • Hidatidose

Causada pelo platelminto Echinococcus granulosus, parasita que pertence à classe Cestoda. É mais comum em cães, raposas e lobos, seus hospedeiros definitivos.

  • Fasciolose ou fasciolíase

Causada pelo platelminto da espécie Fasciola hepatica, pertencente à classe Trematoda). Afeta geralmente animais ruminantes.