» » Por que Plutão deixou de ser Planeta?

Por que Plutão deixou de ser Planeta?

Plutão deixou de ser planeta do sistema solar e foi rebaixado a planeta anão porque em sua trajetória em torno do Sol há outros corpos celestes. Para ser considerado um planeta, um corpo celeste deve ter, dentre outras condições, sua órbita ao redor do sol livre de outros corpos menores. Plutão, no entanto, não atende a esse requisito. Entenda melhor!

Plutão – Planeta ou Não?

Sempre foi grande a discussão entre os astrônomos de todo o mundo acerca de Plutão, cuja temperatura é congelante (-238°C), ser ou não, de fato, um planeta.

Por ser pequeno demais, ter pouca massa e uma trajetória ao redor do Sol muito achatada e inclinada em relação aos outros planetas, Plutão, que era considerado o nono planeta do sistema solar desde o seu descobrimento em 1930, gerava muitas dúvidas sobre ser um planeta ou não.

Descoberta de Éris

Em 2006, os astrônomos já sabiam que Plutão possuía um satélite, já batizado de Caronte. Tal foi a surpresa quando se constatou que Plutão possuía mais quatro luas, batizadas de Nix, Hidra, Cérbero e Estige, assemelhando o planeta a um mini sistema planetário dentro do próprio sistema solar.

Em 2005, outro corpo celeste (Éris), tão grande quanto Plutão, foi descoberto no Cinturão de Kuiper (um cinturão de corpos gélidos e rochosos que fica após a órbita de Netuno, no Sistema Solar Exterior). Então como proceder em relação à descoberta? Éris deveria ser considerado um planeta?

Novos Requisitos para a Classificação de um Planeta

A partir desse impasse, a IAU (União internacional de Astronomia) se reuniu em uma votação histórica, em 2006, para definir os novos requisitos para que um corpo celeste fosse considerado um planeta. São eles:

  1. O corpo celeste deve girar em torno de uma estrela;
  2. O corpo deve possuir massa e gravidade o suficiente para alcançar a forma esférica e o equilíbrio hidrostático;
  3. O corpo deve ter gravidade o suficiente para que a sua órbita ao redor do sol seja limpa, livre de outros corpos celestes.

Apesar de Plutão girar em torno de uma estrela – o Sol, e ter uma forma esférica, sua trajetória ao redor do Sol não estava livre de outros corpos celestes, pois ele a compartilhava com outros corpos do Cinturão de Kuiper.

Plutão é Rebaixado a Planeta Anão

A partir de todas essas descobertas e das novas condições para que um corpo celeste fosse considerado um planeta, Plutão foi rebaixado a planeta anão – os corpos menores do sistema solar com aspecto planetário. Também passou a fazer parte do grupo o planeta anão Éris, que está com ele no Cinturão de Kuiper.

Devido à nova classificação, outro corpo celeste, antes considerado um asteroide, também entrou para o grupo, o agora planeta anão Ceres, localizado no cinturão de asteroides, figurando o posto de maior e mais massivo corpo celeste dentre todos.

 

Atualizado em: 27/05/2018 na categoria: Ciência