» » Por que as Capitanias Foram Chamadas de Hereditárias?

Por que as Capitanias Foram Chamadas de Hereditárias?

As capitanias foram chamadas de hereditárias porque eram passadas de pai para filho. O sistema de capitanias hereditárias foi adotado para manter as terras em posse das mesmas famílias, protegendo-as, assim, da invasão por corsários e piratas de outros países, como Holanda, Itália e França.

Porque as capitanias hereditárias foram criadas? Quais eram os deveres dos donatários?

Logo após a chegada dos portugueses no Brasil em 1500, a coroa portuguesa sentiu a necessidade de colonizar o novo território para administrá-lo e extrair suas riquezas.

As capitanias, então, foram criadas e cada uma possuía um donatário nomeado pelo rei responsável por proteger, colonizar e administrar aquela faixa de terra que lhe cabia, explorando, também, os recursos naturais.

A divisão das terras foi feita entre os anos de 1534 e 1536. As faixas de terra iam do litoral até chegar à linha imaginária do Tratado de Tordesilhas. O rei de Portugal nomeou, então, nobres e homens de confiança como donatários para ficarem em posse da terra.

Quantos capitanias foram criadas? Quantos eram os donatários?

Foram criadas 13 capitanias hereditárias doadas a 12 donatários:

  • Capitania do Maranhão

Primeira sessão: João de Barros e Aires da Cunha. Segunda sessão: Fernando Álvares de Andrade.

  • Capitania do Ceará

Antônio Cardoso de Barros.

  • Capitania do Rio Grande

João de Barros e Aires da Cunha.

  • Capitania de Itamaracá

Pero Lopes de Sousa.

  • Capitania de Pernambuco

Duarte Coelho Pereira.

  • Capitania da Baía de Todos os Santos

Francisco Pereira Coutinho.

  • Capitania de Ilhéus

Jorge de Figueiredo Correia.

  • Capitania de Porto Seguro

Pero do Campo Tourinho.

  • Capitania do Espírito Santo

Vasco Fernandes Coutinho.

  • Capitania de São Tomé

Pero de Góis da Silveira.

  • Capitania de São Vicente

Primeira e segunda sessões: Martim Afonso de Sousa.

  • Capitania de Santo Amaro

Pero Lopes de Sousa.

  • Capitania de Santana

Pero Lopes de Sousa.

Por que as capitanias fracassaram? Quais foram as dificuldades enfrentadas pelos donatários?

A grande extensão das terras foi apenas um dos empecilhos enfrentados pelos donatários. Alguns deles não queriam deixar Portugal para viver no Brasil. Havia também escassez de recursos financeiros e investimentos, além de ataques promovidos pelos índios contra as terras.

As únicas capitanias que prosperaram foram a de Pernambuco e São Vicente, comandadas, respectivamente, por Duarte Coelho Pereira e Martim Afonso de Souza.

Atualizado em: 25/05/2018 na categoria: História