» » Por Que Sócrates foi Condenado à Morte?

Por Que Sócrates foi Condenado à Morte?

Sócrates foi condenado à morte porque foi acusado de corromper a juventude através de suas atividades filosóficas, de ter negado os deuses do Estado e por ter introduzindo novas entidades ao culto. O pensamento de Sócrates, que cada vez mais ganhava mais discípulos, era considerado uma ameaça à vida social e política de Atenas.

A acusação de Sócrates foi feita pelo poeta Meleto, pelo rico e influente político Anito e por Lícon. Um júri de 501 membros declarou Sócrates culpado por pequena maioria, mas não o condenou à morte. Quem escolheu a pena foi o próprio filósofo em frente às opções de ser exilado ou ter sua língua cortada.

Para Platão, o seu mais famoso discípulo, as acusações de Sócrates foram, na verdade, de cunho político e não religioso, já que suas ideias eram consideradas antidemocráticas.

Sócrates foi, então, sentenciado à morte por ingestão de cicuta e ficou preso durante 30 dias antes de morrer.

Como Sócrates Morreu?


O filósofo grego Sócrates morreu ao ingerir o veneno cicuta, aos 70 anos de idade, no ano de 399 a.C.

Sócrates ingeriu uma infusão à base da erva venenosa e morreu horas depois, após sofrer paralisia, queda da temperatura corporal e enrijecimento muscular.

O que é Cicuta?

A cicuta é um veneno extraído da erva Conium maculatum, uma espécie herbácea do gênero Conium, da família Apiaceae. A cicuta, presente na seiva da planta, inibe o funcionamento do Sistema Nervoso Central até causar amorte.

O veneno tem mau cheiro semelhante à urinaestá mais concentrado nos frutos verdes ou maduros e nas flores da erva, que apresenta manchas roxas no caule.

Como Platão Morreu?

Platão, discípulo mais famoso de Sócrates, morreu de causas naturais, em 347 a.C.


Veja Também:

Por Que Sócrates é Considerado o Patrono da Filosofia?

Por Que a Ética é Importante?

Atualizado em: 25/05/2018 na categoria: História